24 de jan de 2015

Disney Princess: Debate - Frozen, um bom filme ou não?


Um debate bem comentado entre brasileiros e até norte-americanos, acredito que entre gente de todas as nacionalidades. Não tão importante, mas ainda sim popular! Frozen é uma boa animação? Mereceu toda essa fama repentina? O sucesso foi muito forçado? É só um desenho pra criança? Mereceu o Oscar? E o título de Melhor Animação? Perguntas muito discutidas, e opiniões muito diferentes! Eu gostaria de focar este debate no blog, confesso que aprecio muito Frozen, mas nesta postagem eu farei meu melhor para me manter neutra em todo esse assunto. Parar para entender quem não gosta muito da animação, e quem gosta também. Esse debate é feito para todos os tipos de gostos, só é necessário respeito pela opinião dos outros. Mais detalhes, siga em frente!

Os comentários: Um dos motivos de minha vontade para fazer a postagem foram os comentários que encontrei, ao assistir um vídeo no Youtube com relação à Frozen. Entre eles, muitos desrespeitosos, outros concretos, mas que no fim apenas me fizeram rir. Eu já não me ofendo com as pessoas que odeiam Frozen intensamente, eu apenas rio dos comentários delas, não para humilhar, mas porque é engraçado mesmo. Eu gosto de ouvir as opiniões alheias, porque até eu sei que Frozen não é um filme altamente perfeito. Houve até coisas a qual concordei, nos comentários.
Enfim, uma coisa que os comentários negativos tiveram em comum foram as afirmações de que Frozen foi um bom filme, mas fraco para tais indicações. Muita cantoria, muito clichê, muito rápido, uma história sem muito sentido. Já os comentários positivos tentavam explicar os motivos. Vou separar em partes as coisas que não fizeram de Frozen um bom filme, de acordo com muitos.

Muitas canções que poderiam ser cortadas: Por mais que a maioria das canções de Frozen sejam contagiantes, para um filme de princesa estilo Disney, foram muitas. Todas as princesas chegam ao seu limite de canções, porém Frozen os ultrapassou. Foram dez canções em um só filme, para cada personagem. Esse número chega a aproximar-se de outros filmes de princesas, caso junte o primeiro filme e a sequência deste (exemplo, em A Pequena Sereia 1 e 2 foram dezesseis canções ao todo, aproximando-se do número das quais Frozen teve). O único filme de princesa Disney com mais músicas é Aladdin (com a princesa Jasmine). Juntando o primeiro filme mais as duas sequências, dá o total de vinte e três músicas.
As pessoas falam esse tipo de argumento, mas acontece que o filme não teve mais canções que o de todas as princesas. A sensação foi essa, pois as músicas são longas e tomam quase todo o tempo do filme (o que também criou a sensação do filme ter terminado muito rápido). Dez músicas é o número aproximado de canções que tem cada princesa Disney, e mesmo que as músicas fossem exageradas, Frozen é um filme estilo musical (o que também ajudou a conquistar as criancinhas, já que musicais infantis chamam mais atenção que muito diálogo).
Acontecimentos no filme que podiam ser mostrados em diálogos foram substituídos por canções, como "Quer Brincar na Neve?", "Não Dá", ou músicas que demoraram um pouco para seus reais motivos serem revelados, como "Rena é Melhor do que Gente", fez com que as pessoas também achassem que algumas canções podiam ser removidas por serem consideradas inúteis, mas eu acho que no mínimo podiam ser apenas encurtadas (sinceramente, não suporto Anna repetindo o tempo todo "por uma vez na eternidadeeeee").

Muito clichê: Frozen recebeu essa crítica, pois de acordo com muitos, as citações sobre sentimento de liberdade, ou o amor verdadeiro, ou beijo de amor, são coisas que já não precisam mais serem focadas nestes tempos atuais, pois está muito ultrapassado. Filmes como Cinderela já falaram de sentimento de liberdade. Filmes como A Pequena Sereia, ou A Bela e a Fera já falaram de amor verdadeiro, e filmes como A Bela Adormecida, Branca de Neve, já falaram sobre beijo de amor. Além de Trolls que do nada tem contato com humanos de tempos, algo mais surreal que qualquer outra surrealidade de princesas (típico dos contos de fadas antigos), ou então as cantorias consideradas exageradas, já explicadas acima, ou qualquer outro toque.
O motivo pra em Frozen aparecerem tantos clichês é justamente para quebrá-los. Eles brincam com os clichês das histórias de princesas e dá um conceito novo. Um dos clichês pode ser Anna esperançosa pra conseguir um verdadeiro amor, como um dia foram Branca de Neve e Aurora. Esse clichê existia a muito tempo, que uma princesa deve casar com um príncipe, mesmo que não o conheça muito bem. A ideia foi quebrada, quando Elsa recusou abençoar o casamento (sem contar de Kristoff menosprezando essa ideia de Anna), essa foi a intenção dos produtores. Além do mais, eles deram uma personalidade diferente à Anna, com o toque de romance de Branca de Neve e Aurora (esperançosas por um fácil e belo amor) e desastrada como Rapunzel (a princesa imperfeita).
O clichê beijo de amor foi citado já próximo do fim do filme. Por Frozen ser muito inspirado em um conto clássico (como se fosse uma volta do clássico ao tempo moderno), há a citação do beijo de amor, que seria a solução para a quebra de qualquer feitiço. O Troll dá como solução um ato de amor, e os demais Trolls sugerem um beijo. Anna volta para Hans para que o beijo aconteça, porém ele não a beijou. Mesmo que a beijasse, ou mesmo que Kristoff a beijasse, não funcionaria, porque novamente a intenção era quebrar esse clichê. Não é um beijo que a salva, mas o sacrifício que ela fez por alguém quem ama, e esse alguém não foi seu interesse amoroso, foi um familiar querido. Além do mais, a família é mais importante que qualquer namorado ou namorada.
Em relação à liberdade, isso é algo que está marcado nas princesas por tempos. Não adianta dizer que é um clichê em Frozen, se todas as outras princesas usam o mesmo tema e ninguém reclama. Há poucas princesas a qual não focam em liberdade, que são Tiana, de A Princesa e o Sapo (pois ela foca em trabalho, esforço e dedicação para conseguir o que deseja), e Mulan (que apenas desejava salvar seu pai da guerra). As outras, direta ou indiretamente falavam de liberdade. Inclusive, as atuais princesas da franquia, como Rapunzel e Mérida, também falam sobre liberdade. A liberdade mostrada no filme Frozen foca mais para Elsa. Anna também quer ser livre, mas a lição à ensinar está na liberdade de Elsa. Por ela ser uma pessoa diferente, as pessoas a julgam e muitas tem medo dela, o que a faz fugir. Durante a canção Livre Estou, ela mostra seu melhor lado, o lado da liberdade que nunca teve, ela aceita suas diferenças e transforma-se de menina à mulher. A lição nisto é ensinar as crianças à aceitar as diferenças (muitos dizem que a música foca nisto, em especial, aos homossexuais, mas quando se fala em "diferença", fala de todo o tipo, não só essa. Respeito aos deficientes, respeito aos estilos e gostos, às religiões, aos costumes, a todos em diferentes caminhos).
Outros clichês como Trolls que aparecem do nada na história foram inspirados em reais contos de fadas, onde duendes, bruxas, fadas e príncipes encantados apareciam do nada. Como eu disse no início, Frozen é uma tentativa de levar o clássico para os tempos modernos.

Não mereceu o Oscar: Bom, isso é uma opinião de cada um. Com argumentos ou não, não se pode interferir. Acontece que o último Oscar levou indicações fracas no gênero Melhor Animação. Não que os filmes fossem péssimos, mas que as indicações não foram tão fortes quanto em outros Oscars. O ano de 2013-2014 não foi de muitos lançamentos e sucessos, foi um ano para poucos lançamentos. Eu mesma acho que só assisti três filmes no cinema, ano passado. Enfim, era óbvio que Frozen iria se destacar, principalmente por causa dos efeitos especiais surpreendentes e das canções marcantes. Acho que nem o enredo contou tanto assim, mas o trabalho e a dedicação dos animadores e dos compositores e cantores.
Já em relação ao gênero de Melhor Trilha-Sonora, eu não lembro-me dos concorrentes de Frozen, mas também estava claro que Let It Go iria vencer. A canção marcou muitas crianças, adolescentes e adultos de uma forma inexplicável. Marcou tanto, que muita gente enjoou de ouvir, hehe, e são poucos os que não conhecem essa música. Eu admito que gostei muito da canção em seus primeiros passos, e hoje ainda gosto, mas não tanto assim, porém eu não consigo explicar o real motivo para gostar. Muitos gostam da voz da cantora, a melodia, acham bonito a transformação de Elsa. Outros já são mais profundos e apreciam o sentimento de liberdade que as letras trazem e as mensagens subliminares boas sobre aceitar a si mesmo, independente de seus gostos e costumes.
Eu não acho que Frozen merecia uma indicação pra Melhor Filme (como aconteceu com A Bela e a Fera), mas eu acho justo os dois prêmios que recebeu nestas duas categorias.

Vilão fraco: Muitas pessoas reclamaram de Hans como vilão do filme. Frozen não necessariamente precisava ter um vilão, de acordo com muitos. A revelação de Hans como vilão espantou muita gente, mas também provocou outra sensação em outras pessoas, foi algo muito forçado, algo que mais parecia uma obrigação. "Um filme precisa de um vilão e fim", foi o que mostrou. Além do mais, se tornou algo sem sentido para muitos ainda, e muitos dizem que ele podia ter terminado a história bonzinho, ele não precisava disto.
Eu gosto muito de Hans, e pra mim, eu concordo sobre ele não dever ter sido um vilão. Além do mais, mesmo que o plano dele tenha sido algo bem arquitetado, ele não teve muitos momentos "vilanescos", como digo. Ele não pode mostrar seu real lado. As únicas cenas a qual ele se comporta realmente como um vilão, é na sala onde revela suas intenções para Anna e a cena a qual quase mata Elsa. Outras partes a qual ele já mostra-se cruel (como quando está enganando o Duque e os demais, ou quando leva o soco de Anna) são formas indiretas de sua real personalidade, o que não conta.
Porém, se ele fosse removido de seu papel de vilão, Hans seria um personagem tolo da Disney. Ele teria sido sincero em todas as cenas, ou seja, ele realmente queria se casar de um dia pra outro, ele teria a personalidade de Anna, seria um rapaz responsável, mas não tão inteligente, e por fim seria quase inútil. Além do mais, ele foi feito para ensinar a lição de que um amor forçado, rápido ou impulsivo não é o mais correto, mas sim um amor verdadeiro, com cuidado e calma. Tudo bem que Anna teve só uns dois dias pra conhecer Kristoff, mas o filme não pode ser um "O Senhor dos Anéis style", há um tempo para terminar e eles tinham que fazer ela ao menos mostrar uma ligação para com ele (já que muitos esperavam por isso, igual a Rapunzel e Flynn Rider).
Enfim, por mais que eu deteste admitir, Hans foi um bom vilão. Uma única vez que o vilão é uma pessoa bonita, carismática e "perfeita", aos olhos de muitos, ao invés de um homem com intenções bem à vista, feio ou cruel desde o início. Tivemos algo parecido com Gaston, mas ele já mostrava suas reais intenções só de olhá-lo, já Hans conseguiu disfarçar isso, mesmo que alguns ainda suspeitassem.

Personagem dramáticaO motivo pra Elsa ser chamada de tal coisa são muitas de suas decisões e medos, ela se tornou uma personagem muito insegura, exagerada, temerosa, enfim, dramática. Estamos tão acostumados a ver princesas lutando pelos seus direitos, que quando muitos viram Elsa, houve uma antipatia ou estranheza para com ela. Não falo das crianças, afinal, Elsa é a personagem mais belíssima de todo o Frozen, óbvio que chamará a atenção delas, mas dos mais crescidos, dos pré adolescentes à adultos (adultos, principalmente).
Diferentemente das princesas atuais, que clamam por liberdade e vão atrás disso, que se encontram em um problema e vão atrás de uma solução, que não são salvas por príncipes, mas se salvam, Elsa é um tipo de personagem-trágica, onde volta no tempo, onde tenta mais não acha uma solução, onde toma medidas precipitadas. Embora Anna seja a personagem problemática da Disney, desastrada que age sem pensar e provoca alguns problemas, Elsa se torna uma personagem temerosa e solitária, bem diferente do que realmente deveria ser "A Rainha da Neve".
Vamos ver uns exemplos. É bem citado que Anna age sem pensar diversas vezes, como quando cedeu seu Reino pra um desconhecido, mas Elsa também faz seus problemas, e não falo do Inverno Eterno. Não que ela devia ser perfeita, porque todo mundo erra, mas que esses erros eram óbvios demais. Ela se preocupou tanto em não ferir as pessoas, que acabou por deixar seu próprio Reino e fugir para a Montanha do Norte onde moraria num castelo de gelo muito "normal" e viveria feliz para sempre. Ela pensou tanto na irmã e nos demais, e ao mesmo tempo não pensou. Ela deixou a irmã, o que achava ser uma solução, mas na verdade era um problema, pois o que mais Anna queria era a união de volta (além do mais, qualquer um na situação de Anna queria isso). Elsa realmente não podia controlar seus poderes e reclamar sobre ela ter sido o problema para o Inverno Eterno não é muito justo, já que ela não pôde aprender a controlá-los (por conta de seus pais), mas há coisas que ela fez que levou à outros problemas (como o coração congelado de Anna), e estes poderiam ser impedidos. Se ela não tivesse fugido, mas mantido seu posto e assumido seu dom, independente de quem gostasse ou não, ela evitaria vários problemas. Ela é a Rainha e a Rainha deve ser respeitada. De tal forma, ela evitaria ter congelado o coração da irmã, evitaria ter lançado o Inverno Eterno, evitaria Hans ter tomado seu posto, evitaria várias coisas. Tudo bem que isso não é legal, porque sem problemas não há história, e sem história não há filme, mas bem que os problemas poderiam ter sido mais sérios e criados de formas menos óbvias, por erros bobos.
Mas em partes, como eu disse lá em cima e não canso de dizer, Frozen trás para a nova geração um pouco do que a antiga geração já viu. Elsa é a personagem perfeita para o papel de donzela em apuros, dos filmes de princesas antigos e dos contos reais também. Assim como Anna mostra-se ser a heroína, Hans é o príncipe vilão, Kristoff o ajudante que dá bons conselhos e Olaf a criatura fofinha da história, Elsa é a menina que precisa ser salva, ela precisa ser salva de seu medo em seu interior. Ninguém reclama de como Branca de Neve é temerosa, ingênua e frágil, nem reclama de Aurora, uma princesa fácil de manipular, ninguém reclama pois aquelas princesas representam suas épocas, como as pessoas pensavam antes, mas hoje os conceitos mudaram, porém Frozen quer mostrar um pouco do bom e velho clássico. Se o filme de Branca de Neve fosse lançado para esta geração assistir, todos a criticariam, é assim com Elsa, porque ela é uma figura inspirada nos conceitos antigos, ela precisa ser salva.
Enfim, eu não odeio de forma alguma, mas ainda não gosto muito de Elsa por conta dela ser muito dramática às vezes, mesmo que ela represente "a donzela em apuros". Não estou acostumada a ver personagens assim. A Disney está mostrando o lado mais forte da mulher, isto está acontecendo ultimamente com os filmes de princesas, porém eu não vi muito disso em Elsa. Mas isso é apenas uma opinião minha.

Enredo fraco: Muitos dizem que o enredo foi curto, pouco interessante, e os problemas principais do filme não foram tão chocantes.
Bem, os poucos problemas pra mim foram as várias canções que deram a sensação de que o filme terminou rápido (não que as músicas sejam ruins, mas que elas são a causa dessa sensação) e os motivos bobos que causaram o problema principal. Se a Elsa fosse vilã e amaldiçoasse Arendelle, seria bem mais interessante do que ela fugir do Reino porque as pessoas começaram a olhá-la estranho. Foi um motivo fraco, e mesmo que a culpa real tenha sido dos pais dela (já que ao invés de ajudá-la, eles a esconderam), Elsa é adulta agora e ela poderia ter escrito suas próprias regras, como diria Raven Queen. Ainda que hajam mil motivos pra defender Elsa, o enredo foi fraco na opinião de muitos por isso, e eu até concordo.
Fora isso, não vi nada mais. Pra mim, está ótimo. O filme carrega consigo muitas lições, muitos segredos e muitos conceitos ocultos, que precisam ser estudados para se entender, por isso que muitos não gostam do filme, porque não pesquisam sobre. O filme quer focar pela primeira vez um amor familiar, ao invés do romântico, como sempre é. Pra isso temos Valente, claro, mas pra usar esse conceito de "amor familiar", o "amor romântico" precisaria ser quebrado primeiro, e em Frozen foi quebrado, quando Anna percebeu que não é certo ficar com alguém logo de cara (como as princesas geralmente faziam). Valente fala sobre o amor familiar, já Frozen mostra as consequências dos dois tipos de amor, o forçado (romântico) e o verdadeiro (familiar).
P.s: Quando falo "amor romântico", falo do amor forçado que Anna teve com Hans, querendo se casar de uma hora pra outra, como foi com Branca, ou Aurora, ou Cinderela, mas nada tem a ver com Kristoff. O amor deles até é aceitável.
Ah, e não exijam demais de Frozen, ok? O objetivo era conquistar o público-alvo, que são as crianças, e conseguiu. O que vocês querem? Um "À Procura da Felicidade style"? É um ótimo filme de princesa, independente dos detalhes, não precisa de mais nada pra ser melhor!

Filme pra criancinha: Eu nem preciso escrever um textão pra poder falar sobre isso. O filme é pra quem quiser assistir, e assisti-lo não fará de você uma criançona, fine? Fine!
O filme conquistou tanto crianças, quanto adolescentes e adultos, é pra todas as idades, mas óbvio que o público-alvo são as crianças, apenas. Pra um filme de princesa, Frozen é ótimo, igual às demais.


Vamos parar por aqui que a postagem já está cansativa demais! Enfim, é o que eu sempre digo... Se você gosta de A Bela Adormecida, Cinderela, A Pequena Sereia, não há problema algum em gostar de Frozen. Aurora gostou de um desconhecido, Cinderela casou com um príncipe, por ser príncipe, Ariel deu tudo o que tinha por um homem, então qual o problema de gostar de Frozen? Amo todos esses clássicos, mas até eles tem conceitos um pouco... Tortos. Frozen apenas concerta isso.
Digam, o que acharam? Não vamos esquecer do bom e velho respeito pela opinião dos outros, ok? Estou disposta à responder perguntas sobre o filme, ou ouvir a opinião dos demais, agora com respeito. ^-^
Minha opinião final, depois de todo esse rolo, é que eu ainda amo Frozen e pra um filme de princesa, foi ótimo! Estou ciente da crítica negativa à Frozen, porque nenhum filme é perfeito, mas as críticas positivas superam, e quem procura entender o filme, compreende a valiosidade.

Em breve mais detalhes sobre Disney Princess!!

Imagens pegas aleatoriamente!
Montagens e textos por mim!


16 comentários:

  1. Sinceramente,pensamos igualzinho a respeito de Frozen!Afinal,foi um bom filme,mas teve os seus momentos de clichê.Quando eu assisti com os meus pais,nenhum deles ¨amou¨,eles acharam que teve muita música,e ficou enjoativo.Mas,as nossas opiniões tem o mesmo ponto forte e quase todos os negativos.
    Túlio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente as várias músicas atrapalharam um pouco a história do filme, digamos assim. Se as músicas fossem diminuídas ou encurtadas, acho que sobraria mais tempo pra a história real. ;)
      bjs<3

      Excluir
  2. Muito interessante! Gostei muito ^^
    Bom o fato mais "bobo" que EU achei no filme Frozen foi o fato de Hans parecer ser perfeito, bonzinho, em fim ser o "príncipe" da historia, e de uma hora para a outra se tornar o vilão! Isso é um dos fatos que mais me intriga neste filme!
    E fora outros fatos desnecessários são os "troll's" que acabam apadrinhando Krisoff é realmente estranho '-'
    Bem eu gostei muito da matéria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu precisei estudar muito essas cenas mínimas, e ver uns enigmas de Frozen, pra tentar adivinhar o porquê disso ter acontecido. Pegou muita gente de surpresa, inclusive, eu também, e é realmente muito curioso.
      Psé, outro fato bizarro, mas que no percurso da história, até ajudou um pouco.
      Obrigada! ^-^
      bjs<3

      Excluir
  3. Oi Mayara você topa afiliação?Amei de verdade seu blog.
    LINK>> odiariodasmonstrinhas.blogspot.com.br
    E concordo com você sobre o filme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu aceito apenas parcerias, no momento. Se ainda estiver interessada, vá à página "Parcerias". ^^
      bjs<3

      Excluir
  4. Ei ate gosto de frozen acho que não mereceu essa fama a maioria das pessoas que gosta é só por modinha, tem algumas que eu não gosto por exemplo os trools e as músicas desnecessárias ( para mim a unica que merecia ter era a let it go)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não lembro de ter conhecido alguém que gostou de Frozen por modinha... Acho que a fama maior é por Frozen ser um musical e musicais chamam muito a atenção das criancinhas (minha prima de 3 anos só gosta de Elsa e Let It Go, por exemplo). Então o que mais garantiu a fama do filme foi Elsa e Let It Go, mesmo.
      Eu não acho que um filme de princesa com uma música apenas iria receber um crítica positiva. Eu acredito que as músicas poderiam no máximo terem sido encurtadas, e outras descartadas. Há músicas que falam cosias boas e transmitem mensagens importantes, mas era só mudar essas mensagens transmitidas por diálogos que canções.
      bjs<3

      Excluir
  5. Eu amo Frozen mais que tudo, não tenho explicações. Acho que o filme focou mais na aventura da Anna e Kristoff no que na Elsa... até mesmo quando eu to vendo Frozen eu mal presto atenção nessa parte. Acho que a graça do filme não são as coisas felizes como "Elsa conseguiu controlar seus poderes" ou "finalmente abriram os portões"; acho que isso não da destaque nenhum. O que eu acho que foi a graça no filme, foi os momentos de aflição da Elsa e do Hans, o modo diferente deles pensarem, porque a Elsa não é aquela personagem tola ou "engraçadinha como Anna", ela leva um porte mais adulto, assim como Hans e sua revelação no final do filme. A inteligencia dos dois que torna Frozen uma coisa única, porque aquela coisa da personagem principal ser alegre, divertida, social... não tem em Frozen... aliás, em Anna tem, então como tecnicamente tem duas protagonistas (a Anna e a Elsa), eles conseguiram deixar o lado mais oculto para Elsa, e para Anna aquela coisa de "cabeça de vento".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, realmente o filme foca mais na aventura de Anna e Kristoff, Elsa geralmente é vista tentando controlar seus poderes ou com medo, ou triste, o que não gostei. O bom de Frozen é focar nos problemas dos personagens, o que o torna mais real, porém não gostei de Elsa ter ficado com todo o problema. Raramente ela é vista bem ou feliz, todo o peso da culpa, do desgosto, da aflição é encontrada nela, o que eu acho ruim. Todos os personagens deviam ter seus problemas, esses sentimentos deviam ser espalhados em todos.
      E bom, eu não acho que Elsa seja uma personagem inteligente, mas também não acho que ela seja tola. Ela tem mesmo um porte adulto e uma autoridade, mas ela errou muito, e por motivos bobos. Se os erros fossem mais sérios, eu até entenderia. Não vejo muita ligação de Elsa e Hans em Frozen também, só em algumas cenas como na cela, ou no castelo com ele tentando parar ela, ou na tempestade de neve, mas você falou tipo... Como se eles tivessem uma ligação forte de tempos, no filme huehue :p
      Pra mim, o que chama a atenção no filme são as lições que Frozen ensina. Geralmente as princesas tem uma lição de moral ao filme acabar, mas Frozen teve várias. Que o amor pode transformar, que não se deve casar com alguém de uma hora pra outra, principalmente se for por razões tolas (como ser um príncipe, ser "perfeito", e etc), que o amor familiar é mais forte que qualquer amor de interesse amoroso, que a união é a solução, e em breve pode ensinar mais.
      Enfim, eu gosto muito de Frozen, mas eu tenho que saber que o filme tem toques ruins também. :/
      bjs<3

      Excluir
  6. Ufaa li tudo,concordo com vc em alguns pontos(que não irei falar pois vai ficar muito grande rsrs),eu queri ver mais da Elsa no filme,Hans foi um bom vilão,¨o velho chato¨ e os guardas também,resumido tudo,nada é perfeito para mim Frozen é o melhor filme da Disney,se ele concorresse com o ¨Rei leão¨ acho que ele ganharia,mereceu ganhar todos os seus prêmios,sempre dar pra ser melhor,mas é nota 10 para mim,Enrolados também,e Valente os melhores para mim!!!=D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente deveria ter mais de Elsa no filme. As cenas com ela foram poucas, e pouquíssimas ao qual ela estava realmente feliz.
      Acho Hans um bom vilão, ainda que eu não quisesse que ele fosse. E os "parceiros" dele pra vilão também foram ótimos, huehue.
      Eu não acho que Frozen ultrapassa O Rei Leão. O Rei Leão é um clássico e muito conhecido e admirado por muitos, é difícil quem não goste desse filme. Já Frozen é ótimo, mas logo enjoa pelas músicas exageradas, e conquistou apenas a maioria das crianças, a maioria dos adultos ou adolescentes não se interessa muito pelo filme. Eu não considero Frozen o melhor filme da Disney, apenas o que arrecadou mais. Mas ele é sim um bom filme, não nego.
      Também gosto de Enrolados e Valente, mas os melhores filmes recentes da Disney pra mim são A Princesa e o Sapo, Enrolados, Frozen e Operação Big Hero! XD
      bjs<3

      Excluir
    2. Sim,espero ser mais um motivo para a sequela de Frozen pois vamos ver mais da Elsa ¨Happy¨ e sem o ¨drama¨,eu acho afinal Frozen se tornou um clássica e será ainda mais daqui a alguns anos,eu não gosto do rei leão,mas entendo o seu sucesso,eu não fico enjoado com as músicas,acho legal um momento musical que o filme oferece,assim como Enrolados,para mim ele é,para mim são Frozen,Enrolados,valente!!!=)

      Excluir
    3. Eu também espero que Elsa sorria mais, na sequência de Frozen. Ela merece. ^-^
      Bom, Frozen não é um clássico, mas é apenas questão de tempo para se tornar. Eu acredito que ele pode ser...
      Bem, eu já enjoei das músicas de Frozen. Acredito que porque escuto-as quase todo santo dia, e tenho uma priminha, ela me faz ver o filme todo dia e isso realmente é chato.
      Eu gosto de Valente, mas nem tanto. É meio "aguado", comparado a outros filmes de princesas, mas eu gosto dos demais, como Enrolados e Frozen. Filmes sem a classificação "princesas" preferidos meus também são Detona-Ralph, que eu esqueci de mencionar, e Operação Big Hero, com certeza!

      Excluir
    4. Ahhh eu entendo,eu não assisto todo dia,só quando tenho vontade rsrs,eu também gosto de Detona-Ralph,a Vanelope é muito fofa,também gosto da serie Toy story(vai ter o Toy story 4 se não me engano em 2017),e também amo so filmes da Tinker,May vc viu as primeiras imagens de Frozen fever?,os novos looks da Elsa e da Anna são lindos!!=D

      Excluir
    5. Igualmente! Eu amo a Vanellope de Detona-Ralph! Também gosto de todas as sequências de Toy Story e o clássico primeiro (sim, foi confirmado um Toy Story 4 XD), e aprecio os filmes da Tink, são legais! :D
      Ah, eu vi sim! Eu ia postar agora mesmo! ^^

      Excluir

Oi, fico feliz que vai comentar ^-^ mas antes leia as regras:

1- Seu comentário será moderado, pense no que vai dizer!
2- Deixe o link do seu blog nos comentários e eu irei seguir! Porém, antes, fale do post para mostrar consideração!
3- Não divulgue concursos nos comentários que não seja sobre um dos assuntos do blog.
4- Não fale palavrões ou insinuação de palavrões.
5- Não divulgo blogs ou quaisquer coisa.
6- Qualquer comentário ofensivo será excluído.

Página Anterior Próxima Página Home