24 de jun de 2015

Eu assisti: Divertida Mente + Pequeno aviso sobre as sugestões de postagens!!


♨ Hello, pessoas! ♨
Finalmente eu assisti essa linda animação da admirada Pixar Animation Studios: Divertida Mente (Inside Out)! Eram muitos comentários positivos, muitas pessoas elogiando o filme, achando uma fofura, uma explosão de sentimentos... Enfim, eu tive que ver com meus próprios olhos pra ter certeza se tudo o que comentavam por aí era real ou apenas um jogo de marketing. Todos conhecem como a Pixar é conhecida por fazer filmes coloridos para as crianças, mas com lições de vida super sentimentais que os adultos entendem (e até choram), e com D.M não podia ser diferente! E olha que nós podemos muito nos identificar com a história... Vejam minha crítica depois desse avisinho aí embaixo, lembrando que terão muitos SPOILERS!

Antes de começar a crítica, quero logo dar um pequeno recado relacionado às sugestões de postagens que estou recebendo no blog. Eu sei muito bem que eu peço sempre sugestões e agradeço muito por elas, mas o motivo da demora em postá-las é que eu as deixo pendentes para poder incluir os meus assuntos também. Vejam as sugestões que eu anotei:

  • Ever After High x Monster High: qual comprar? - Isy Hatter
  • Erros cometidos pela Mattel que são difíceis de corrigir. - José Edu
  • O verdadeiro ensinamento de Ever After High - ♡ Spring ♡
  • Games mais famosos da Nintendo. - Leh Phelps
  • Linha de bonecas da Jem e As Hologramas. - José Edu

Eu agradeço muito pelas sugestões, mas algumas fogem muito dos padrões do blog, ou é um assunto complicado de se postar. Então minha ideia foi a seguinte: A partir de hoje, podem continuar enviando as sugestões de postagens sem problema algum, porém todo final de mês eu vou separar apenas aquelas que eu escolhi, para postar ou no blog ou no futuro vlog do BlooMayS. (que abrirei em Julho).
Final desse mês (Junho) eu postarei (incluindo essas sugestões acima) as sugestões que foram escolhidas para serem postadas em Julho. Isso quer dizer que infelizmente nem todas serão escolhidas, mas as escolhidas serão postadas com muito carinho! Aguardem o/

Fim! Agora que eu já dei meu recado, vamos ao que interessa! Sigam em frente! >.<

Sobre o filme

"Riley é uma menina de 11 anos que tem uma vida boa em Minnesota, terra onde nasceu. Seu consciente (como o de todos, no filme) é controlado por pequenas formas inteligentes e inanimadas, liderados pela Alegria, a emoção principal. Os demais são Nojinho, Medo, Raiva e Tristeza. Como todos devem saber, cada emoção é responsável por um momento na vida da Riley, e quase todos os momentos eram alegres. O tempo passa e Riley vê-se obrigada a partir de sua terra, por conta de uma inesperada mudança que seus pais farão para São Francisco, uma cidade cinza e sem vida. As emoções também sentem na pele o quão ruim foi a mudança de lares. Alegria, por ser mais íntima com a Riley, acaba por fazer de tudo para que a menina fique feliz no lugar que está, porém a Tristeza acaba por criar problemas no consciente da jovem, fazendo com que ambas as emoções se tornem nulas na vida da menina. Sendo assim, Riley vê-se presa em uma cidade ruim, sem poder sentir alegria ou tristeza. Cabe agora aos outros sentimentos (Nojinho, Raiva e Medo) a tentar controlar esse desequilíbrio de emoções enquanto a Alegria e Tristeza tentam retornar."

Eu acho que deu pra entender um pouco. Enfim... O filme mostra, de forma fantasiosa, como são nossas emoções e nosso consciente no sentido literal da coisa, nos faz se familiarizar com alguns ocorridos sentimentais com a menina Riley, e ressalta a importância da Tristeza também (que durante anos foi um sentimento muito ignorado e menosprezado pela Alegria). Como todo o filme da Pixar, procura trazer lições de vida valiosas, sobre a importância de todos os sentimentos (embora alguns sejam considerados sentimentos ruins) e, claro, a união familiar (que é bem focada no filme).
Toda a ficção é bem elaborada. Os sentimentos estão alojados em uma cabine de controle inanimada, onde pelas janelas é possível ver ilhas que representam a personalidade da menina (como a ilha da família, ou a ilha da amizade), há também lugares nesse pequeno mundo dentro da cabeça da Riley onde estão alojados os seres inanimados responsáveis pelos sonhos, pelos pesadelos, pelas lembranças e pelos esquecimentos. É até possível pelo caminho encontrar o amigo imaginário da Riley, perdido nas lembranças da garota.
Outros detalhes que se destacam são, óbvio, os personagens principais. As emoções são representadas no filme de forma bem elaborada, com traços característicos próprios e personalidade forte. Abaixo um pouco da minha opinião sobre:

Alegria
Personalidade: Alegria é representada como uma menina brilhante (literalmente), otimista e sempre de bem com a vida. Ela não é ingênua, pois conhece os problemas que se passam à sua volta, mas sempre usa de seu otimismo para aliviar a tensão. Ela chega a ser muito louquinha, ri de coisas bobas e é bem agitada.
Aparência: Ela é a mais alta do grupo, também a única personagem que tem o corpo brilhante. Ela usa um vestido primaveril de tecido suave e cor natural, que muito representa as estações coloridas e ensolaradas, como primavera e verão. Sua cor é amarela, pois muito provavelmente representa a luz da alegria.
Dubladora: Sua dubladora brasileira foi a Miá Mello (humorista e atriz), e claro, recebeu diversas críticas junto com os demais dubladores famosos. Na minha opinião, nunca me importei com os dubladores que escolhiam, sempre todos os que a Disney escolhia eu aceitava numa boa, afinal, o que importa pra mim é a animação. Independente de eu me importar ou não, a Miá Mello tá de parabéns. Ela não usou de uma voz marcante ou muito alterada, mas sua interpretação foi das melhores.
Opinião: Eu gosto da Alegria. Ela é uma de minhas personagens preferidas (embora a minha primeira personagem preferida seja a Tristeza). Eu gosto da personalidade forte dela, e vontade de consertar as coisas a ponto de fazer tudo pela Riley. A única coisa que não me agrada nela é o fato de que ela ignorava a Tristeza, por achar que a mesma servia apenas para atrapalhar. A Alegria conseguia ver o lado bom de tudo, menos da parceira de trabalho.


Tristeza
Personalidade: Tristeza é, como se espera, a representação de uma mulher triste e insegura, geralmente dramática e depressiva. Ela é carregada de energia ruim e sentimento de angústia e aflição, mas hora ou outra consegue sorrir quando se sente útil.
Aparência: Ela é uma das personagens mais baixas do grupo (juntamente com o Raiva). Ela veste um moletom te tecido grosso, aqueles que geralmente usam em dia de chuva, e seu design me lembra, inclusive, aquelas mulheres sentadas no sofá, chorando e comendo potes de sorvetes, enquanto assistem novelas hehe. Ela é representada como uma das cores frias, azul, que representa muio os sentimentos tristes.
Dubladora: Katiuscia Canoro, também atriz e comediante, deu a voz para a personagem Tristeza. No geral ela foi muito bem, inclusive eu gostei de como ela mudou a voz para uma melancólica e algumas vezes rouca e depressiva. Teve vezes que soou forçado, mas nada muito ruim.
Opinião: Eu gosto da Tristeza, ela é minha primeira personagem preferida! Embora no início a Tristeza só fizesse besteira e atrapalhasse as coisas, é mostrado no decorrer do filme que ela só queria ser útil e descobrir o lugar dela. Todo mundo no pensamento da Riley tinha uma função importante mandada pela Alegria, porém a Tristeza era sempre deixada de lado, o que a fazia cometer alguns erros. No fim, ela ganhou atenção e importância, tal como a admiração da Alegria.


Nojinho
Personalidade: De início, não foi muito claro pra mim o que viria a ser a Nojinho, mas assistindo o filme, é fácil distinguir pelo seu comportamento. Ela é uma personagem esnobe e arrogante, um pouco metida e muito esperta. Ela costuma ser as sensações de enjoo, desgosto e sarcasmo da Riley.
Aparência: Ela é a personagem mais vaidosa, com um look bem na moda. Ela usa um vestidinho verde, onde acompanha bonitas calças e lindos sapatinhos. Ela também usa um lenço lilás e é bem maquiada. Fico a imaginar que ela representa as socialites esnobes e vaidosas.
Dubladora: A dubladora da Nojinho é a Dani Calabresa (humorista, repórter e apresentadora de TV), que também dublou bem. Outros dubladores do mesmo filme foram melhores, mas ela conseguiu ser engraçada e agarrar a personalidade da Nojinho, e isso já a destacou.
Opinião: Nojinho chega a ser chatinha muitas vezes, mas ela é uma personagem engraçada e interessante, tal como uma das mais destacadas pela personalidade moderna. Ela representa bem o século 21, com um vocabulário mais moderno e é bem espertinha. Embora às vezes um pouco irritante, a Nojinho mostra se importar muito com a Riley e faz o possível para ajudá-la, embora esteja além de seu alcance.


Medo
Personalidade: Medo é, diferentemente do personagem dramático e medroso dos trailers, um personagem sensato e bastante sério, obviamente exageradamente inseguro, mas ainda sim bem interessante. Ele costuma a ser bastante dramático quando o lance é ter medo, mas ele age com sabedoria e sabe usar bem da sua função.
Aparência: Ele é magro e esticado, em um tom lilás bem claro, obviamente deve representar a expressão pálida do medo. Ele tem olhos enormes e assustados, e suas roupas lembram a de um nerd tradicional (antigas concepções de nerds são geralmente conhecidas como pessoas inseguras e assustadas).
Dublador: Otaviano Costa (cantor, ator e apresentador) deu a voz para o Medo, e na minha opinião foi um dos melhores dubladores! Ele conseguiu captar o drama do personagem, e as falas soaram bastante realistas. Eu amei!
Opinião: Eu amo o Medo! É outro de meus personagens preferidos! Ele não é algo exagerado, age apenas quando deve agir e é muito engraçado! Ele recebe menos destaque que os demais, mas não deixa de aparecer em várias cenas.

Raiva
Personalidade: Raiva é um personagem pessimista, obviamente tem pavio curto e sua cabeça parece reagir como a função de um lança-chamas, quando está extremamente bravo. Ele não se deixa levar o tempo todo pela emoção que representa, mostrando-se calmo algumas vezes. Ele é responsável pela ira e teimosia da Riley.
Aparência: Ele é extremamente baixo, com um formato peculiar e completamente vermelho (cor da raiva e do perigo). O Raiva usa roupas que lembram funcionários de escritórios (que são conhecidos pelo humor estressado) e sua figura às vezes também lembra a de um pai.
Dublador: Léo Jaime (ator, cantor, compositor, escritor e jornalista) fez a voz nacional do Raiva. Ele dublou muito bem. Não vi nenhum escorregão por parte do dublador, ele foi fiel às emoções do personagem, os momentos do Raiva foram bem feitos, enfim... Arrasou!
Opinião: O Raiva é um personagem precipitado. Ele é impaciente e pessimista, não quis esperar a Alegria e a Tristeza retornarem, e foi sua impaciência que causou alguns problemas com a Riley, no filme. Se notarmos, é realmente isso que a raiva faz. A raiva faz as pessoas tomarem decisões que parecem as mais corretas no momento. Enfim... O Raiva, embora com esses defeitos óbvios, ele é um personagem interessante, não tenho o que reclamar.

Não houve nada no filme que tenha me indignado, e se houve, foi coisa pouca. Eu sei muito bem que não há filme perfeito, mas os detalhes mágicos, as emoções e as piadas fofas de D.M foram super destacados, com certeza esconderam os defeitos do filme (que até agora não sei quais são).
A menina Riley passa por momentos difíceis. Ela chega a sentir indiferença, depressão, desgosto pela família e amigos, coisas que é comum uma pessoa passar hoje em dia (e que, geralmente e infelizmente, acarretam em tragédias). Todos esses sentimentos da Riley (que geralmente é vista feliz e sorridente) acontecem logo após a saída da Alegria e Tristeza, e durante a ausência delas, Riley passa por várias tribulações familiares. Ela chega a fugir de casa por conta dos transtornos, e tudo isso é mostrado num filme infantil, o que faz dele ainda mais especial.
Eu super recomendo assistirem esse filme! É raro ocorrer decepções quando o assunto é Pixar! D.M foi aplaudido em uma pré-estréia em Cannes, na França, então com certeza vale o preço do ingresso!

Curta-Metragem: Lava
O curta apresentado antes do filme D.M foi Lava. Lava se trata de um vulcão localizado em uma ilha, no meio do oceano, que tem o dom de cantar. Ele canta e canta, à procura de sua alma gêmea no mundo, quando enfim a encontra.
O curta é lindo, repleto de romance. Nele vemos lindas paisagens em 3D, com seres marinhos e aves apaixonadas passando uma vez ou outra pela tela. O curta foi muito bem feito, a arte está impecável, maravilhosa, realista! O sentimento é bem visto, há um toque triste juntamente à um toque feliz e romântico, enfim... É algo que se espera da Pixar!
A única crítica negativa está na canção. É um curta-musical e esse detalhe não ficou muito bom. A música leva um toque havaiano e até aí nada demais, porém a melodia é diversas vezes repetida e enjoa os ouvidos de qualquer telespectador. As rimas soam forçadas e parecem improvisadas, a voz (brasileira) é bonita, mas não combina com o personagem Lava, enfim... Ficou ruim. Acho que curtas-musicais são muito arriscados, deviam ser bem revisados.

Fim de postagem! Vocês assistiram Divertida Mente? O que acharam do filme? Quem não viu, vai querer ver? Comentem! ^-^


9 comentários:

  1. Minha sugestão está ali :D ♥ Não li o post pois tenho medo de spoilers,mas estou maluca para ver,meu professor viu o filme e disse que crianças pequenas não irão entender,é uma coisinha mais complexa,é quando a pessoa não sabe oque é certo oque é errado,ele falou sobre uma parte do filme e eu como não queria spoilers,enfiei a cabeça na mochila e fiquei cantando,estou doida para ver,acho que o filme é para as crianças menores um tanto sem sentido,elas vão achar os bichinhos coloridos fofos e tals mas não vão entender perfeitamente a historia,por se tratar de uma fase que acho que todos passam,eu não me lembro onde li mas li em algum lugar que a Pixar quis tratar de forma diferente uma criança com problemas mentais,que não consegue controlar a mente,estou bem animada para ver o filme,estou muito mesmo é curiosa,tenho fortes expectativas sobre ele, acho que se trata de um assunto muito complexo,mas não sei muito bem oque esperar
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitos esperavam por um filme super hilário, por conta das piadas e dos trailers coloridos, mas na verdade o filme junta uma mistura de sentimentos e melancolia. Então vou logo avisando que, se quiser rir, irá rir, mas pouco. O filme é mais carregado de sentimentos melancólicos e sim, ressalta muita psicologia! Então tem que estar bem ligado pra entender alguns detalhes.
      Faça isso mesmo... Quanto mais spoilers, menos graça o filme terá (porque a graça dele são as surpresas). E bom filme pra você, Isy! :) Depois conta aqui sua opinião sobre.
      bjs<3

      Excluir
  2. Sabe, quando vi o trailer do filme na TV (acho que foi na Nickelodeon :v) eu achei que seria apenas mais um daqueles filmes chatinhos kkkk mas lendo sua resenha achei ele super interessante! Parece ser muito legal =D eu fiquei com vontade de assistir! Quando tiver na internet talvez eu assista XD
    Bjs <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os trailers costumam decepcionar algumas vezes. Lembro quando vi o trailer de Frozen e achei que o filme fosse ser infantil e pouco criativo. Bom... Hoje, eu gosto muito!
      Admito que o trailer de Divertida Mente, na minha opinião, deixou a desejar. Não atraiu minha atenção. Mas a partir das opiniões de quem assistiu, me deu vontade de ir assistir e digo... O filme é infantil e aparenta ser hilário, mas na verdade puxa mais pra o lado sentimental e melancólico. Eu recomendo ^-^
      bjs<3

      Excluir
  3. Divertida mente é um filme muito bom mesmo,acho que tem chances de ganhar um Oscar,bem que poderia ter uma continuação rsrs!!!=D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho, Gabriel, que o filme tem a capacidade de ganhar um Oscar! Tenho certeza que ele será posto na categoria Animação do Oscar de 2016! XD
      Sobre a continuação, embora uma animação muitíssimo boa, eu não acho que devia ter, até porque não tem mais o que dizer sobre o filme. Ele não deixou alguma história inacabada (como foi o caso de Big Hero 6, ou Frozen). E infelizmente os produtores disseram numa entrevista recente que não fariam uma continuação :(
      bjs<3

      Excluir
    2. É verdade,é uma pena,até porque os filmes da pixar não são muito de continuações,mas pelo menos terá a continuação do clássico procurando nemo,filme que eu não pensava em ver uma continuação,e toy store,pelo menos quero comprar o Dvd de DM=)

      Excluir
    3. Verdade. Procurando Nemo foi um filme que eu também não imaginava continuações. E Toy Story, bom... Ele já tinha continuações à muito tempo, mas também pensei que ia acabar no 3.
      Eu acho que valerá muito à pena o DVD de D.M! >.<
      bjs<3

      Excluir
    4. É mesmo rsrs,quero comprar DM e Cinderella 2015!!!=)

      Excluir

Oi, fico feliz que vai comentar ^-^ mas antes leia as regras:

1- Seu comentário será moderado, pense no que vai dizer!
2- Deixe o link do seu blog nos comentários e eu irei seguir! Porém, antes, fale do post para mostrar consideração!
3- Não divulgue concursos nos comentários que não seja sobre um dos assuntos do blog.
4- Não fale palavrões ou insinuação de palavrões.
5- Não divulgo blogs ou quaisquer coisa.
6- Qualquer comentário ofensivo será excluído.

Página Anterior Próxima Página Home